Biblioteca Florestal
Digital

Conflitos Ambientais em Unidades de Conservação: Percepções sobre a Reserva Biológica da Contagem, DF

Show simple item record

dc.contributor.advisor Drummond, José Augusto
dc.contributor.author Shiraishi, Juliana Costa
dc.date.accessioned 2015-04-28T12:35:13Z
dc.date.available 2015-04-28T12:35:13Z
dc.date.issued 2011-03-04
dc.identifier.citation SHIRAISHI, J. C. Conflitos Ambientais em Unidades de Conservação: Percepções sobre a Reserva Biológica da Contagem, DF. 2011. 115 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília, Brasília. 2011. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/13502
dc.description Dissertação de mestrado defendida no Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília pt_BR
dc.description.abstract O crescimento urbano e a demanda de novas áreas residenciais têm pressionado as áreas naturais e, consequentemente, as unidades de conservação (UC) próximas de cidades. No DF, essas áreas protegidas estão cada vez mais isoladas, formando “ilhas de biodiversidade”, cercadas pelo meio urbano. A pesquisa realizada se propôs a identificar e analisar os conflitos ambientais que afetam a conservação da Reserva Biológica da Contagem (RBC), assim como os atores envolvidos e as suas percepções sobre meio ambiente, conservação e UC. Para isso, utilizou-se de revisão bibliográfica, observações de campo, entrevistas com roteiro semi-estruturado e questionários. Os conflitos encontrados se relacionam com interesses econômicos e comerciais, ocupações e áreas residenciais e visitação. Observou-se que os atores envolvidos nestes conflitos apresentam uma visão limitada quanto aos impactos de suas próprias atividades na RBC. Esses atores têm, em geral, pouco diálogo com o ICMBio, órgão responsável pela reserva. A dinâmica habitacional é marcada por invasão de áreas públicas, algumas em processo de regularização fundiária. A ocupação não- planejada traz ameaças à RBC, pelo aumento da população do entorno e pelo acesso e uso da reserva para atividades diversas. Algumas pessoas cruzam regularmente trilhas da RBC para chegar aos seus locais de trabalho. A grande maioria a utiliza para lazer - banho nas cachoeiras, caminhadas, ciclismo e motocross. As crianças brincam, soltam pipa ou coletam frutas. Há também coleta de plantas para preparação de medicamentos caseiros. Para analisar a visitação, foram aplicados 148 questionários com pessoas que praticavam atividades de lazer na RBC. A maioria mora no entorno (Sobradinho, Vila Basevi e Grande Colorado) e acessa a reserva a pé. Boa parte não conhece o nome da reserva nem do órgão gestor, utiliza a área para banho nas cachoeiras e gostaria de fazer uma visita com caráter educativo. A maioria tem interesse na criação de um parque que oferecesse infra-estrutura e serviços para a visitação e aceitaria pagar um ingresso no valor de, aproximadamente, cinco reais. Quanto aos moradores, boa parte valoriza a paisagem da RBC e teme a sua destruição. Não há participação alguma das comunidades ou associações do entorno no planejamento e na gestão da reserva. Os alunos da escola pública pesquisada desconhecem o nome da UC, mas acessam a área e a usam com finalidades diversas. Não há atividades educativas relacionadas com a RBC, mas existe o potencial para o desenvolvimento de visitas guiadas, trilhas interpretativas e de um programa de educação ambiental com a população do entorno. Falta a presença institucional na área, para esclarecimento da sociedade quanto ao papel e à importância da reserva. pt_BR
dc.description.abstract Urban growth and demand for new residential areas have pushed the natural areas and, consequently, the conservation units (UC) near from cities. In DF, these protected areas are increasingly isolated, forming "islands of biodiversity", surrounded by the urban environment. The research aimed to identify and analyze environmental conflicts affecting the conservation of Contagem Biological Reserve (RBC) as well as the actors involved and their perceptions about the environment, conservation, and UC. For this, we used a literature review, field observations and interviews with semi-structured questionnaires. The conflicts found are related to economic and commercial interests, occupations and residential areas and visitation. It was observed that the actors involved in these conflicts present a limited view of the impacts of their activities in the RBC. These actors have, in general, little dialogue with ICMBio, the agency responsible for RBC. The dynamics of occupation is marked by the invasion of public areas, some in process of regularization. The settlement brings unplanned threats to RBC, by increasing the surrounding population and the access and use of the reserve for various activities. Some people regularly cross RBC trails to reach their workplaces. The vast majority use it for recreation - a bath in the waterfalls, hiking, biking and motocross. Children play, fly a kite or collect fruits. There are also plants collecting for the preparation of home remedies. To analyze the visitation, 148 questionnaires were applied to people who practice leisure activities in the RBC. The majority lives in the neighborhood (Sobradinho, Vila Basevi and Grande Colorado) and enters the reserve on foot. Many does not know the name of the reserve or the national manager, use the area for swimming in the waterfalls and would like to make an educational visit. Most are interested in the creation of a park that offers infrastructure and services for visitors and would pay an entrance ticket of approximately five reais. As residents, many value the landscape of RBC and fear the destruction of it. There is no involvement of the surrounding communities and associations in planning and managing the reserve. The public school students surveyed do not know the name of the UC, but access the area and use it for diverse purposes. There are no educational activities related to RBC, but the potential exists for the development of guided tours, nature trails and an environmental education program with the surrounding population. There is a lack of institutional presence in the area, to clarify the role and the importance of the reserve to society. pt_BR
dc.format 115 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Gestão ambiental pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Política e legislação florestal pt_BR
dc.title Conflitos Ambientais em Unidades de Conservação: Percepções sobre a Reserva Biológica da Contagem, DF pt_BR
dc.title Conflitos Ambientais em Unidades de Conservação: percepções sobre a Reserva Biológica da Contagem, DF pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Dissertacao_juliana Costa Shiraishi.pdf 3.598Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account