Biblioteca Florestal
Digital

Diferenças ecofisiológicas de um par congenérico de formações savânicas e florestais do Cerrado: Tabebuia aurea e T. impetiginosa

Show simple item record

dc.contributor.advisor Franco, Augusto César
dc.contributor.author Capuzzo, Juliana Pfrimer
dc.date.accessioned 2015-04-24T14:52:22Z
dc.date.available 2015-04-24T14:52:22Z
dc.date.issued 2011-08-31
dc.identifier.citation CAPUZZO, J. P. Diferenças ecofisiológicas de um par congenérico de formações savânicas e florestais do Cerrado: Tabebuia aurea e T. impetiginosa. 2011. 61 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília, Brasília. 2011. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/13470
dc.description Dissertação de mestrado defendida no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília pt_BR
dc.description.abstract O gênero Tabebuia é representativo do bioma Cerrado, ocorrendo em formações savânicas e florestais. Neste trabalho foi realizado um estudo comparativo de parâmetros morfológicos e fisiológicos entre um par congenérico, sendo a espécie Tabebuia aurea (Silva Manso) Benth. & Hook. f. ex S. Moore típica de ambientes savânicos, como o cerrado sensu stricto, e T. impetiginosa (Mart. Ex DC.) Standl, tipicamente encontrada nas matas de galeria, que margeiam os cursos de água. No capítulo 1, ambas as espécies foram amostradas em ambientes savânicos, expostas a condições semelhantes de alta luminosidade. Nestas condições, a espécie savânica apresentou maiores valores de espessura foliar, massa foliar específica, espessura do pecíolo, assimilação máxima de CO2 , transpiração e concentração de carotenóides nos tecidos foliares. A espécie de mata destacou-se pelos maiores valores de área foliar específica e de assimilação de CO2 em base de massa, parâmetros relacionados a uma maior produtividade. No capítulo 2, plântulas das duas espécies foram expostas a pleno sol, 50 e 80% de sombreamento. Os tratamentos influenciaram apenas as taxas de transpiração foliar, assimilação de CO2 e os valores de área foliar específica. Os parâmetros como altura, diâmetro do coleto, massa seca total, razão raiz/parte aérea e área foliar total apresentaram diferenças significativas entre as plântulas das duas espécies. Os resultados obtidos evidenciaram uma distinção funcional entre as espécies, indicando que essas diferenças podem ser resultado da história evolutiva dessas espécies em resposta às diferentes pressões seletivas nos ambientes típicos de ocorrência. pt_BR
dc.description.abstract The genus Tabebuia is representative of the Cerrado biome, occurring in savanna and forest formations. In this work we compared morphological and physiological traits between a congeneric pair, the specie Tabebuia aurea (Silva Manso) Benth. & Hook. f. ex S. Moore that is typically of the savanna (cerrado) vegetation, , and T. impetiginosa (Mart. ex DC.) Standl which is commonly found in the gallery forests that occur along streams and rivers. In the chapter 1, both species were sampled in savanna conditions, exposed to similar conditions of high luminosity. The savanna species had higher values of leaf thickness, specific leaf mass, petiole thickness, maximum CO2 assimilation, transpiration and concentration of carotenoids in the leaf tissues. The species of forest stands out by higher values of specific leaf area and of CO2 assimilation on a mass basis, parameters related to higher productivity. In chapter 2, the seedlings of both species were exposed to full sunlight, 50 and 80% shading. The treatments affected only the rate of leaf transpiration, CO2 assimilation and specific leaf area. The parameters such as height, collar diameter, total dry weight, ratio root / shoot and leaf area showed significant differences between the seedlings of both species. The results showed a functional distinction between the two species that was maintained even when they were naturally growing under similar environmental conditions, indicating that these differences are probably the result of differences in the evolutionary history of these species in response to the contrasting environmental conditions in their typical habitats of occurrence. pt_BR
dc.format 61 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Propagação e fisiologia de espécies florestais pt_BR
dc.title Diferenças ecofisiológicas de um par congenérico de formações savânicas e florestais do Cerrado: Tabebuia aurea e T. impetiginosa pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Dissertacao_Juliana Pfrimer Capuzzo.pdf 1.868Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account