Biblioteca Florestal
Digital

Dinâmica da estrutura fitossociológica da regeneração natural em sub-bosque de Mimosa scabrella Bentham em área minerada, em Poços de Caldas, MG

Show simple item record

dc.contributor.author Nappo, Mauro Eloi
dc.contributor.author Griffith, James Jackson
dc.contributor.author Martins, Sebastião Venâncio
dc.contributor.author Marco Júnior, Paulo De
dc.contributor.author Souza, Agostinho Lopes de
dc.contributor.author Oliveira Filho, Ary Teixeira de
dc.date.accessioned 2014-12-02T10:13:19Z
dc.date.available 2014-12-02T10:13:19Z
dc.date.issued 2004
dc.identifier.citation NAPPO, M. E. et al. Dinâmica da estrutura fitossociológica da regeneração natural em sub-bosque de Mimosa scabrella Bentham em área minerada, em Poços de Caldas, MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 6, p. 811-829, 2004. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/13050
dc.description.abstract Como estratégia de reabilitação de área minerada foram realizados, no ano agrícola 1982/1983, hidrossemeadura de gramíneas e leguminosa e o plantio puro de Mimosa scabrella Bentham em Poços de Caldas, MG. Em 1997 foi implantado um conjunto de 19 parcelas permanentes de 50 m 2 nessa área, para caracterização inicial do processo de regeneração natural. Em 2000, foi realizado o segundo inventário nas parcelas, para caracterização do processo de dinâmica da regeneração natural, que é o objeto deste trabalho. O processo de dinâmica da regeneração natural foi caracterizado mediante análises quantitativas e qualitativas da composição florística e da estrutura horizontal e vertical. O povoamento florestal do Retiro-Branco está sobre intensa atividade de estruturação, caracterizando o estágio inicial do processo de sucessão. O declínio do povoamento puro de Mimosa escabrella está modificando a ordem anteriormente estabelecida para o processo de sucessão da área, provocando a diversificação de condições de sítio e, assim, selecionando a ocupação deste em função dos grupos ecológicos, sendo as espécies pioneiras as mais favorecidas. As espécies secundárias são as de maior dominância nas maiores classes de altura e de diâmetro, sendo as principais responsáveis pela edificação do estrato superior, em especial a espécie Miconia sellowiana. As espécies que apresentaram melhor desempenho na colonização e estruturação da regeneração natural do Retiro-Branco, nos dois inventários, foram Miconia sellowiana, Psychotria sessilis, Leandra melastomoides, Clethra scabra, Myrsine umbellata, Miconia pepericarpa, Tibouchina candolleana, Cordia superba, Cestrum amictum, Alchornea triplinervia, Casearia sylvestris, Blepharocalyx salicifolius, Myrcia rostrata e Schinus terebinthifolius, sendo indicadas como espécies para uso nos programas de reabilitação de áreas mineradas em condições semelhantes sobre a estratégia sucessional. pt_BR
dc.description.abstract As part of mine rehabilitation strategy, herbaceous species hydroseeding and Mimosa scabrella Bentham seedling planting was carried out in 1982/1983 the Retiro-Branco bauxite mine site. In 1997, 19 sample plots of 50m 2 were established for initial characterization of the natural regeneration process. In 2000, a second inventory was performed in those same sample plots, to characterize natural regeneration dynamics. This process was characterized by means of quantitative and qualitative analyses of floristic composition and horizontal and vertical structures. The forest succession at Retiro-Branco was found to be undergoing intense restructuring activity, characterizing initial stage of succession. The decline of Mimosa scabrella pure stands is modifying the successional order that previously occurred in this area, causing diversity in site conditions. Occupation of these sites occurs by ecological groups, pioneer species being favored in the process. Secondary species, especially Miconia sellowiana, dominate the classes with greatest height and diameter, and are the most responsible for construction of the superior stratum. Species which presented the best performance in colonization and structuring of natural regeneration at Retiro-Branco for both inventories were Miconia sellowiana, Psychotria sessilis, Leandra melastomoides, Clethra scabra, Myrsine umbellata, Miconia pepericarpa, Tibouchina candolleana, Cordia superba, Cestrum amictum, Alchornea triplinervia, Casearia sylvestris, Blepharocalyx salicifolius, Myrcia rostrata and Schinus terebinthifolius. These are indicated as p pt_BR
dc.format 19 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.28,n.6;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Recuperação de áreas degradadas pt_BR
dc.title Dinâmica da estrutura fitossociológica da regeneração natural em sub-bosque de Mimosa scabrella Bentham em área minerada, em Poços de Caldas, MG pt_BR
dc.title Phytosociology structure dynamics of natural regeneration in understory of Mimosa scabrella Bentham in mined area, Poços de Caldas, Brazil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v28_n6_p811-829_2004.pdf 1.879Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account