Biblioteca Florestal
Digital

Composição florística de uma floresta estacional semidecidual montana no município de Viçosa-MG

Show simple item record

dc.contributor.author Meira-Neto, João Augusto Alves
dc.contributor.author Martins, Fernando Roberto
dc.date.accessioned 2014-11-10T13:29:29Z
dc.date.available 2014-11-10T13:29:29Z
dc.date.issued 2002
dc.identifier.citation MEIRA-NETO, J. A. A.; MARTINS, F. R. Composição florística de uma floresta estacional semidecidual montana no município de Viçosa-MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 4, p. 437-446, 2002. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/12612
dc.description.abstract O objetivo do presente estudo foi investigar a composição florística arbórea da Mata da Silvicultura (20o45’S e 42o55’W), município de Viçosa, Zona da Mata de Minas Gerais, com o intuito de avaliar sua similaridade com outras florestas. Para comparação florística foi utilizada a análise de agrupamentos pelo método de médias aritméticas não-ponderadas (UPGMA), a partir dos índices binários de similaridade de Sørensen entre as florestas comparadas. Foram relacionadas 154 espécies de 47 famílias botânicas para a Mata da Silvicultura. Esta mata mostrou-se mais similar às florestas semideciduais de altitude de Lavras (MG) e de Atibaia (SP) e menos similar às florestas submontanas e litorâneas. Estes resultados evidenciam uma importante influência das temperaturas na determinação do tipo florístico das florestas do Sudeste e Sul brasileiros. pt_BR
dc.description.abstract This study aims to investigate the floristic composition of the Silvicultura forest (20o45‘S and 42o55 ́W) by comparing it to other forest compositions. Thus, the cluster analysis method of unweighted pair- group using arithmetic averages (UPGMA) was used, applying the Sørensen binary similarity index found among compared forests. A list of 154 species of 47 families was recorded. The Silvicultura forest is more similar to the montane semideciduous forests of Lavras and Atibaia, but less similar to submontane and coastal forests. These results show that temperature plays an important role in the floristic differentiation of the southern and southeastern Brazilian forest types. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.26,n.4;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Dendrologia e fitossociologia pt_BR
dc.title Composição florística de uma floresta estacional semidecidual montana no município de Viçosa-MG pt_BR
dc.title Floristic composition of a montane seasonal semideciduous tropical forest in Viçosa, MG, Brasil pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v26_n4_p437-446_2002.pdf 154.8Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account