Biblioteca Florestal
Digital

Dinâmica nutricional em floresta estacional decidual com enfase aos minerais provenientes da deposição da serapilheira

Show simple item record

dc.contributor.author Cunha, Girlei Costa da
dc.contributor.author Grendene, Luis Almiro
dc.contributor.author Durlo, Miguel Antão
dc.contributor.author Bressan, Delmar A.
dc.date.accessioned 2014-10-30T11:06:05Z
dc.date.available 2014-10-30T11:06:05Z
dc.date.issued 1993
dc.identifier.citation CUNHA, G. C. et al. Dinâmica nutricional em floresta estacional decidual com enfase aos minerais provenientes da deposição da serapilheira. Ciência Florestal, Santa Maria, v.3, n.1, p. 35-64, 1993. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/12434
dc.description.abstract A produção anual de serapilheira, o conteúdo de N, P, K, Ca e Mg, a taxa de decomposição da serapilheira e a eficiência de utilização de nutrientes, foram estudadas numa floresta estacional decidual, situada nas encostas da Serra Geral em Santa Maria, Rio Grande do Sul. A produção anual de serapilheira foi de 7,76 t/ha, com a fração folhas representando aproximadamente 66% da produção total. A estação de maior deposição de serapilheira e nutrientes foi a primavera. Foram depositados anualmente no solo florestal 206 Kg/ha de nitrogênio, 11,2 Kg/ha de fósforo, 37,8 Kg/ha de potássio, 269,2 Kg/ha de cálcio e 29,9 kg/ha de magnésio. A quantidade média de manta acumulada sobre o solo totalizou 6,7 t/ha, a estimativa da taxa instantânea de decomposição (K) foi de 1,16 e o tempo necessário para decomposição de 50% da serapilheira produzida, foi estimado em torno de 7 meses. A eficiência da utilização de nutrientes dada pela relação biomassa/nutriente para os elementos N, P, Ca e Mg, foi menor do que tem sido verificado em outras florestas do Brasil, indicando que a produtividade primária da floresta não é limitada pela disponibilidade dos elementos estudados. pt_BR
dc.description.abstract Annual litter fall, the N, P, K, Ca and Mg content, litter decomposition rate and the nutrient use efficiency were studied in a deciduous seasonal forest, from the Serra Geral escarpments, in Santa Maria, Rio Grande do Sul. The annual litter fall reached 7.76 t/ha, with leaf fraction representing 66% of the total. Spring was the most intensive litterfall and nutrients deposition season. This annual deposition added to the forest soil about 206.7 Kg/ha of nitrogen, 11,2 Kg/ha of phosphorus, 37,8 Kg/ha of potassium, 269.2 Kg/ha of calcium and 29.9 Kg/ha of magnesium. The mean forest floor mass was 6.7 t/ha, the instantaneous decomposition rate (K) was estimated to be 1.16 and the time necessary to decay 50% of the total litter was around 7 months. The nutrient use efficiency, given by the biomass/nutrient rate to the N, P, Ca and Mg elements was lesser than those verified for others brazilians regions, showing that the primary productivity of the stand is not limited by the availability of the studied nutrients. pt_BR
dc.format 30 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.relation.ispartofseries Ciência Florestal:v.03,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Dinâmica nutricional em floresta estacional decidual com enfase aos minerais provenientes da deposição da serapilheira pt_BR
dc.title Nutrient cycling in a seasonal deciduous forest with special respect to the mineral content produced by the litter fall pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Ciência_Florestal_v3_n1_p35-64_1993.pdf 264.9Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Periódico

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account