Biblioteca Florestal
Digital

Fotoperiodismo e quebra de dormência em sementes de acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.)

Show simple item record

dc.contributor.author Martins-Corder, Maisa Pimentel
dc.contributor.author Borges, Rosito Zepenfeld
dc.contributor.author Borges Junior, Norton
dc.date.accessioned 2014-10-27T10:38:37Z
dc.date.available 2014-10-27T10:38:37Z
dc.date.issued 1999
dc.identifier.citation MARTINS-CORDER, M. P.; BORGES, R. Z.; BORGES JUNIOR, N. Fotoperiodismo e quebra de dormência em sementes de acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.). Ciência Florestal, Santa Maria, v.9, n.1, p. 71-77. 1999. pt_BR
dc.identifier.issn 0103-9954
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/12199
dc.description.abstract Acacia meanrsii De Wild é uma espécie de importância econômica e social para o Estado do Rio Grande do Sul. As mudas dessa espécie são produzidas através de sementes, as quais possuem tegumento rígido. O objetivo do presente trabalho foi estudar o efeito de diferentes métodos de quebra de dormência nas sementes desta espécie, bem como determinar o melhor fotoperíodo para a germinação das sementes. Normalmente, o processo de imersão das sementes em água quente é empregado para a quebra de dormência das sementes de acácia-negra. No entanto, o armazenamento das sementes pode comprometer sua viabilidade, devido a sua lenta secagem quando a umidade relativa do ar é alta. Foi testado a escarificação mecânica e a imersão em água à temperatura de 80°C e quatro períodos de exposição à luz: 16 horas de luz fluorescente e 8 horas escuro, 12 horas de luz fluorescente, 24 horas de luz fluorescente e 24 horas de escuro. A germinação das sementes foi realizada em caixas plásticas (tipo gerbox), contendo vermiculita esterilizada à temperatura de 25 o C. Foram feitas avaliações de germinação das sementes aos 7, 14 e 21 dias. O método de imersão em água à temperatura de 80°C foi mais eficiente que a escarificação mecânica, apresentando uma superioridade germinativa de 15%. Adicionalmente, constatou-se que os índices de germinação das sementes elevaram-se em fotoperíodo de 12 horas de luz fluorescente. pt_BR
dc.description.abstract Acacia mearnsii De Wild is an economically and socially important species for the State of Rio Grande do Sul. The seedlings of that specie are producted with seeds, which have a hard seed- coast. The effect of different methods to overcome dormancy, and the best photoperiod for the germination of the seeds were determined. Usually the hot water immersion is used to overcome dormancy of black wattle seeds. However, the storage of the seeds is compromise due to the slow drying process wherever the air moisture is high. The scarification of the seeds and the hot water were compared. Also, four photoperiods were tested: 16 hours under fluorescent lighting, 12 hours under fluorescent lighting, 24 hours under fluorescent lighting , and 24 hours in the dark. The seeds were placed in plastic germination boxes, with sterile vermiculite, and were incubated at 25°C. The germination was evaluated 7, 14 and 21 days after seeding. The hot water with temperature de 80°C was 15% superior to the scarification method. Germination was higher when the seeds were incubated under 12 hours of fluorescent lighting. pt_BR
dc.format 7 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.relation.ispartofseries Ciência Florestal:v.09,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Sementes florestais pt_BR
dc.title Fotoperiodismo e quebra de dormência em sementes de acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.) pt_BR
dc.title Photoperiodism and dormancy breakage of black wattle (Acacia mearnsii De Wild.) pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Ciência_Florestal_v9_n1_p71-77_1999.pdf 68.64Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Periódicos

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account