Biblioteca Florestal
Digital

Tendência de crescimento de povoamento de eucalipto após aplicação de desbaste

Show simple item record

dc.contributor.author Gorgens, Eric Bastos
dc.contributor.author Leite, Helio Garcia
dc.contributor.author Nogueira, Gilciano Saraiva
dc.contributor.author Dias, Andrea Nogueira
dc.date.accessioned 2014-10-20T11:29:02Z
dc.date.available 2014-10-20T11:29:02Z
dc.date.issued 2007
dc.identifier.citation GORGENS, E. B. et al. Tendência de crescimento de povoamento de eucalipto após aplicação de desbaste. Revista Árvore, Viçosa, v. 31, n. 5, p. 879-885. 2007. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/12068
dc.description.abstract O modelo de Clutter (1963) é amplamente utilizado na predição do crescimento e produção de florestas plantadas no Brasil, especialmente eucalipto. Não obstante, esse modelo também é empregado em povoamentos submetidos a desbaste. A principal crítica enfrentada nesta última abordagem é a falta de flexibilidade. Os dados foram obtidos de um experimento de desbaste realizado em povoamentos de E. grandis x E. urophylla, no Norte da Bahia, em que se aplicaram desbastes de 20, 35 e 50% da área basal, eliminando-se as piores árvores. Utilizando os dados experimentais, buscou-se avaliar a proposta de modificação do modelo de Piennar e Shiver (1986), visando obter mais flexibilidade para captar tendências pré e pós-desbastes. Também, foi analisado o comportamento do modelo de Clutter (1963) na modelagem de povoamentos de eucalipto submetidos a desbaste no Norte da Bahia. A partir dos resultados, concluiu-se que o modelo proposto apresentou características estatísticas semelhantes ao modelo de Clutter, sem acrescentar a este maior flexibilidade. Além disso, observou- se que o modelo de Clutter, mesmo não diferenciando tendências de crescimento, pode ser usado sem prejuízo para simulação de desbaste. pt_BR
dc.description.abstract Although the Clutter’s model (1963) is widely used for predicting growth and yield in Brazil, it has also been used in the modeling of thinned stands. The most important criticism of this last approach is the incapacity to differentiate trends before and after thinning. The data came from an experimental thinning design in a stand of E. grandis x E. urophylla, in Northern Bahia. The treatments were thinning 20%, 35% and 50% of the basal area. Using these experimental data, the modified Piennar e Shiver’s Model (1986) was tested, seeking more flexibility. Another objective was to make the use of Clutter’s Model available to identify different growth trends. The considered modified model showed statistical characteristics similar to the Clutter’s Model (1963), without adding to this more flexibility. It was also found that the Clutter’s Model can be used to thinning simulation, even if not suitable for differentiating growth trends. pt_BR
dc.format 7 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.31,n.5;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Dendrometria e mensuração florestal pt_BR
dc.title Tendência de crescimento de povoamento de eucalipto após aplicação de desbaste pt_BR
dc.title Yield trend in thinned stands of eucalyptus pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Revista_Arvore_v31_n5_p879-885_2007.pdf 1.207Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Artigo

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account