Biblioteca Florestal
Digital

Espécies madeireiras da Amazônia potencialmente ameaçadas

Show simple item record

dc.contributor.author Martini, Adriana
dc.contributor.author Rosa, Nelson de Araújo
dc.contributor.author Uhl, Christopher
dc.date.accessioned 2014-10-16T11:25:55Z
dc.date.available 2014-10-16T11:25:55Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation MARTINI, A; ROSA. N. A; UHL, C. Espécies madeireiras da Amazônia potencialmente ameaçadas. Belém: Imazon, Série Amazônia, n. 11, 1998. 34 p. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/12002
dc.description O conteúdo é apresentado em: Introdução; Metodologia; Resultados: Características da flora madeireira / Classificação das espécies madeireiras sensíveis à exploração; Discussão; Notas de precaução; Outras aplicações para esta abordagem; Agradecimentos; Referências bibliográficas; Apêndice. pt_BR
dc.description.abstract Os impactos da exploração madeireira nos ecossistemas amazônicos têm recebido considerável atenção. No entanto, de forma geral, esses impactos nas espécies individuais não têm sido adequadamente estudados. A exploração afeta as espécies madeireiras pela: i. extração de indivíduos adultos, que são importantes fontes de sementes; ii. danos aos indivíduos jovens (mudas e varetas); iii. criação de condições favoráveis a incêndios florestais (abertura no dossel e presença de resíduos no chão da floresta, os quais funcionam como material comburente. Neste estudo, sumarizamos informações das características ecológicas de 305 espécies de árvores de valor madeireiro exploradas atualmente na Amazônia. Identificamos sete parâmetros ecológicos para avaliar a capacidade de resistência dessas espécies aos impactos negativos da exploração madeireira. Tais características são: (1) habilidade de dispersão para longas distâncias; (2) abundância de varetas na regeneração da floresta; (3) capacidade de crescimento rápido; (4) capacidade de rebrotar; (5) capacidade de resistir a incêndios; (6) ampla distribuição geográfica; e (7) abundância de árvores adultas. Elaboramos hipóteses de que espécies com características opostas a estes parâmetros e sujeitas à intensa pressão da atividade madeireira terão dificuldade de sobreviver nas áreas de exploração. Utilizamos um sistema simples de pontuação para classificar as espécies madeireiras considerando suas habilidades hipotéticas de resistir aos impactos da exploração. Entre as espécies que são potencialmente suscetíveis aos impactos da exploração estão: Euxylophora paraensis (pau amarelo) e Swietenia macrophylla (mogno). A madeira serrada destas duas espécies é consumida principalmente pela Europa e Estados Unidos, revelando um elo direto entre o consumo no primeiro mundo e o possível esgotamento da biodiversidade da floresta tropical brasileira. Estas duas espécies, bem como outras que também poderiam sofrer uma redução populacional como resultado da exploração madeireira devem ser estudadas de maneira especial. pt_BR
dc.description.sponsorship Fundo Mundial para a Natureza (WWF). pt_BR
dc.format 34 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto do homem e meio Ambiente da Amazônia - Imazon pt_BR
dc.relation.ispartofseries Série Amazônia;11
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Avaliação de impactos ambientais pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Ecologia e ecossistemas florestais pt_BR
dc.title Espécies madeireiras da Amazônia potencialmente ameaçadas pt_BR
dc.type Boletim Técnico pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
IMAZON_Série-Amazônia-11.pdf 410.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Boletim técnico

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account