Biblioteca Florestal
Digital

Fabricação de chapas de partículas aglomeradas usando gesso como material cimentante

Show simple item record

dc.contributor.author Haselein, Clovis Roberto
dc.contributor.author Calegari, Leandro
dc.contributor.author Alberti, Luis Fernando
dc.contributor.author Minello, Adriano Luiz
dc.contributor.author Silva, Paulo Anaximandro da
dc.contributor.author Pintos, Rossina Gabriela Figueredo
dc.date.accessioned 2014-10-15T13:52:31Z
dc.date.available 2014-10-15T13:52:31Z
dc.date.issued 2002
dc.identifier.citation HASELEIN, C. R. et al. Fabricação de chapas de partículas aglomeradas usando gesso como material cimentante. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 12, n. 1, p. 81-88, 2002. pt_BR
dc.identifier.issn 0103-9954
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11993
dc.description.abstract Neste trabalho, foram confeccionadas chapas aglomeradas, utilizando gesso como material cimentante e papel reciclável dissociado (jornal e offset) e partículas de madeira de pinus como reforços. Em todos os tratamentos, a razão madeira (ou fibras) para gesso foi mantida em 0,25 (base seca) e duas dosagens de água (w) foram empregadas: 0,4 e 0,8, correspondendo à razão água:gesso. As chapas foram prensadas a frio em prensa de laboratório, em um processo similar à produção de chapas aglomeradas convencionais. Após condicionadas em câmara climatizada, as chapas foram testadas em flexão estática, dureza, arrancamento de parafusos, absorção d’água e inchamento em espessura. Em geral, a adição de fibras causou melhoria nas propriedades das chapas. Diferenças estatísticas significativas em relação à testemunha (gesso puro) foram encontradas para resistência à flexão estática (MOR), dureza e arrancamento de parafusos em relação a alguns dos tratamentos estudados. Já a inclusão de fibras de papel reciclável, com w = 0,4, não apresentou diferenças significativas em relação à testemunha para absorção d’água e inchamento em espessura. Os melhores resultados foram encontrados com papel jornal, com um coeficiente w = 0,4. pt_BR
dc.description.abstract In this work, gypsum bonded particleboards were manufactured using recycled paper (newspaper and offset) and pine wood particles. In all treatments the ratio wood/gypsum was kept in 0.25 (ovendry base) and two water content (w) were employed: 0.4 and 0.8, corresponding to the water/gypsum ratio. The boards were cold pressed in laboratory in a process similar to the conventional particlebo ard fabrication. Then, they were tested in static bending, hardness, screw withdrawal and thickness swelling. In general, the addition of fibers improved the board properties. Significant differences were found for some of the treatments for static bending strength, hardness and screw withdrawal, while the inclusion of paper recycled fibers with w = 0,4 did not show differences for water absorption and thickness swelling, when compared to conventional gypsum boards. The best results were obtained when newspaper type recyclable fibers were introduced, with w = 0,4. pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.relation.ispartofseries Ciência Florestal:v.12,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Tecnologia de chapas pt_BR
dc.title Fabricação de chapas de partículas aglomeradas usando gesso como material cimentante pt_BR
dc.title Manufacturing gypsum-bonded-particleboard with recycled paper and pine wood particles pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Ciência_Florestal_v12_n1_p81-88_2002.pdf 85.86Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account