Biblioteca Florestal
Digital

Caracterização da saúde de trabalhadores florestais envolvidos na extração de madeira em regiões montanhosas

Show simple item record

dc.contributor.author Silva, Emilia Pio da
dc.contributor.author Minette, Luciano José
dc.contributor.author Souza, Amaury Paulo de
dc.contributor.author Baêta, Fernando da Costa
dc.contributor.author Fernandes, Harldo Carlos
dc.contributor.author Mafra, Simone Caldas Tavares
dc.contributor.author Vieira, Horjana Aparecida Navarro Fernandes
dc.date.accessioned 2014-10-13T11:22:57Z
dc.date.available 2014-10-13T11:22:57Z
dc.date.issued 2009
dc.identifier.citation SILVA, E. P. et al. Caracterização da saúde de trabalhadores florestais envolvidos na extração de madeira em regiões montanhosas. Revista Árvore, Viçosa, v. 33, n. 6, p. 1169-1174, 2009. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11946
dc.description.abstract Este estudo teve como objetivo caracterizar a saúde dos trabalhadores florestais envolvidos na atividade de extração de madeira em regiões montanhosas. A pesquisa foi realizada em uma empresa florestal localizada no Distrito Florestal do Vale do Rio Doce, sendo estudados 100% dos trabalhadores. Para caracterização da saúde destes, foi utilizado um questionário estruturado em forma de entrevista, baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD). Os resultados evidenciaram que as atividades de extração florestal têm causado impactos negativos sobre a saúde dos trabalhadores, visto que 66% deles disseram sentir dor em alguma parte do corpo, 79% afirmaram ter algum problema dentário, 86% relataram ficar expostos a fatores que prejudicavam sua saúde, 20% apresentaram algum distúrbio do sono, 9% não tinham acesso a saneamento básico e 29% já havia sofrido acidentes de trabalho. Ao término deste estudo, conclui-se que os trabalhadores florestais da extração de madeira estão expostos a situações de vida e trabalho que não contribuem para a promoção e manutenção da saúde desse pessoal. pt_BR
dc.description.abstract This study aimed to characterize the health of workers involved in the forest for the extraction of wood in the mountainous regions. The study was conducted in a forestry company, located in the Forestry District of Vale do Rio Doce, where 100% of the workers participated in the analysis. To characterize the health of the workers, a structured questionnaire in the form of interview was used, based on the PNAD (National Survey by Household Sample). The results showed that the activities of forest extraction have caused negative impacts on the health of workers, since 66% of workers declared to feel pain in some part of the body, 79% reported to have some dental problem, 86% said that they are exposed to factors that damage their health, 20% reported to present some disturbances of sleep, 9% did not have access to sanitation and 29% had experienced accidents at workplace. At the end of this study, we can conclude that forest workers are exposed to situations of life and work that do not contribute to the promotion and maintenance of their health. pt_BR
dc.format 6 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.33,n.6;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Ergonomia pt_BR
dc.title Caracterização da saúde de trabalhadores florestais envolvidos na extração de madeira em regiões montanhosas pt_BR
dc.title Characterization of the health of workers involved in the extraction of wood in mountainous regions pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v33_n6_p1169-1174_2009.pdf 309.0Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account