Biblioteca Florestal
Digital

Influência do cálculo de depreciação no imposto de renda e no fluxo de caixa de uma atividade de transporte florestal

Show simple item record

dc.contributor.author Freitas, Luis Carlos de
dc.contributor.author Silva, Márcio Lopes da
dc.contributor.author Machado, Carlos Cardoso
dc.date.accessioned 2014-10-10T14:25:37Z
dc.date.available 2014-10-10T14:25:37Z
dc.date.issued 2007
dc.identifier.citation FREITAS, L. C; SILVA, M. L; MACHADO, C. C. Influência do cálculo de depreciação no imposto de renda e no fluxo de caixa de uma atividade de transporte florestal. Revista Árvore, Viçosa, v. 31, n. 2, p. 257-264. 2007. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11938
dc.description.abstract Este trabalho buscou ilustrar um cenário de alternativas na cobrança de impostos, baseado em diferentes métodos de depreciação. A referência foi a atividade de transporte florestal, sendo o estudo desenvolvido para o caminhão bitrem. O fluxo de caixa foi calculado antes e depois dos impostos, sendo estes determinados com base num porcentual incidido sobre a renda tributável, que variou em função das metodologias utilizadas no cálculo da depreciação. Após a elaboração do fluxo de caixa pós-impostos, realizou-se um estudo econômico utilizando o Valor Presente Líquido (VPL). O impacto do imposto de renda ocasionou retrações na VPL de 53,36%, 52,22%, 50,54%, 48,07% e 47,72% quando se consideraram, respectivamente, os seguintes métodos de depreciação: soma inversa dos dígitos, fundo de renovação, linear, exponencial e soma dos dígitos. A metodologia mais compatível para o bitrem foi a mesma que apresentou maior VPL (soma dos dígitos), indicando que o método adotado pelo governo pode acarretar sobrecarga tributária. Isso reflete a necessidade de se estabelecerem critérios mais justos na cobrança de impostos, através da adoção de metodologias mais adequadas às realidades dos equipamentos. pt_BR
dc.description.abstract This work sought to illustrate a scenario of alternatives to taxation, based on different methods of depreciation. The parameter was the forest transportation activity, being the study developed for the Bitrem truck. Cash flow was calculated before and after taxation, which values were determined on the basis of a percentage on the taxable income, varying according to the methodologies used for calculating depreciation. After drawing up the post-taxation cash flow, an economic study was carried out using Net Present Value (NPV). The impact of the income tax caused a reduction in NPV of 53.36%, 52.22%, 50.54%, 48.07% and 47.72% respectively when considering the following methods of depreciation: inverse sum of the digits ; sinking fund; linear; exponential and sum of the digits. The most suitable methodology for the forest truck was the same that gave the largest NPV (sum of the digits), indicating that the method adopted by the government can result in tax overload. This shows the need for establishing better taxation rules, using more suitable methods for these types of machines. pt_BR
dc.format 8 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.31,n.2;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Influência do cálculo de depreciação no imposto de renda e no fluxo de caixa de uma atividade de transporte florestal pt_BR
dc.title Influence of methods for calculating depreciation on the income tax and cash flow of a forest transportion activity pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Revista_Arvore_v31_n2_p257-264_2007.pdf 543.9Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Artigo

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account