Biblioteca Florestal
Digital

Valoração de contingente pelas modelagens LOGIT e análise multivariada: um estudo de caso da disposição a aceitar compensação dos cafeicultores vinculados ao PRO-CAFÉ de Viçosa- MG

Show simple item record

dc.contributor.author Máximo, Pedro Silveira
dc.contributor.author Silva, Marcio Lopes da
dc.contributor.author Máximo, Maria Silveira
dc.date.accessioned 2014-10-08T14:26:46Z
dc.date.available 2014-10-08T14:26:46Z
dc.date.issued 2009
dc.identifier.citation MÁXIMO, P. S.; SILVA, M. L.; MÁXIMO, M. S. Valoração de contingente pelas modelagens LOGIT e análise multivariada: um estudo de caso da disposição a aceitar compensação dos cafeicultores vinculados ao PRO-CAFÉ de Viçosa- MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 33, n. 6, p. 1149-1157, 2009. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11861
dc.description.abstract O objetivo deste estudo foi, justamente, identificar, entre os métodos LOGIT e a análise multivariada, qual a mais eficaz para estimar a Disposição a Aceitar Compensação (DAC) dos cafeicultores quando o viés da utilidade marginal é passível de ocorrência. Para tal, foi elaborado um formulário com 33 perguntas envolvendo informações sobre características socioeconômicas dos cafeicultores, o uso da metodologia de valoração de contingente (MVC) e do veículo de pagamento dos “Jogos de Lances”, que revelou a Disposição a Aceitar uma Compensação (DAC) na troca de um hectare de café por um hectare de mata. Como esperado, por causa do viés da utilidade marginal o método LOGIT foi incapaz de produzir resultados consistentes. Já a estimação da DAC pela análise multivariada mostrou que, caso o governo estivesse disposto a aumentar a provisão de mata em 70 ha, ele deveria despender 254.200 reais por ano, tratando apenas dos cafeicultores vinculados ao programa do PRO-CAFÉ. pt_BR
dc.description.abstract The object of this study was to identify which method, either LOGIT or multivariate analyses, was the most efficient to estimate the coffee planters’ Willingness to Accept a Compensation, when there was a possibility of occurrence of marginal utility. For such, a questionnaire was formulated, with 33 questions involving information on coffee planters’ socio - economic characteristics, the use of the methodology of contingent valuation (MCV), and the payment of the “offer game” that reveled the willingness to accept a compensation (WAC), by exchanging a hectare of coffee by a hectare of forest. As expected, because of the marginal utility’s bias, the LOGIT method was unable to produce consistent results. However, when the WAC was estimated by multivariate analyses, the results showed that if the government is willing to increase the provision of forest to 70 hectares, it should pay out 254,200 reais (around 116,000 dollars), dealing only with the coffee planters linked to the PRO-CAFÉ organization. pt_BR
dc.format 9 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.33,n.6;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal::Economia e otimização florestal pt_BR
dc.title Valoração de contingente pelas modelagens LOGIT e análise multivariada: um estudo de caso da disposição a aceitar compensação dos cafeicultores vinculados ao PRO-CAFÉ de Viçosa- MG pt_BR
dc.title Contingent valuation with modeling LOGIT and multivariate analyses: a case study of the willingness of coffee planters linked to the PRO - COFFEE of Viçosa – MG to accept compensation pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v33_n6_p1149-1157_2009.pdf 294.4Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account