Biblioteca Florestal
Digital

Efeito do espaçamento e da idade sobre variáveis de povoamentos de Pinus taeda L.

Show simple item record

dc.contributor.author Leite, Helio Garcia
dc.contributor.author Nogueira, Gilciano Saraiva
dc.contributor.author Moreira, Antônio Maurício
dc.date.accessioned 2014-10-07T11:17:47Z
dc.date.available 2014-10-07T11:17:47Z
dc.date.issued 2006
dc.identifier.citation LEITE, H. G.; NOGUEIRA, G. S.; MOREIRA, A. M. Efeito do espaçamento e da idade sobre variáveis de povoamentos de Pinus taeda L. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 4, p. 603-612, 2006. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11792
dc.description.abstract O objetivo deste estudo foi analisar os dados de um experimento sobre espaçamento inicial, implantado em povoamentos de Pinus taeda L. não-desbastados pertencentes à empresa IGARAS, localizados no Planalto Serrano do Estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil. O experimento consistiu em um delineamento em blocos casualizados com três repetições e nove tratamentos (espaçamentos 1,5 x 1,0; 2,0 x 1,0; 2,5 x 1,0; 1,5 x 2,0; 2,0 x 2,0; 1,5 x 3,0; 2,5 x 2,0; 2,0 x 3,0; e 2,5 x 3,0 m). As medições foram realizadas nas idades de 4 a 14 anos. O efeito dos espaçamentos e da idade sobre as variáveis do povoamento foi analisado por meio do teste de Scott-Knot e de análise de regressão. Os resultados apontaram que os espaçamentos influenciam a tendência de crescimento em altura total, em área basal por ha, em diâmetro quadrático, em volume por árvore e em volume por ha. Os resultados permitiram confirmar que o espaçamento possui pouco efeito sobre as estimativas de altura total e que, aos 14 anos, os maiores espaçamentos proporcionam maiores estimativas de diâmetro quadrático, de volume por árvore e de sobrevivência e menores estimativas de área basal por ha e de volume por ha. pt_BR
dc.description.abstract The objective of this study was to analyze data from an experiment on initial spacing, installed in unthinned stands of Pinus taeda L. owned by IGARAS company, located in the Planalto Serrano, State of Santa Catarina, in Southern Brazil. The experiment was arranged in a randomized block design with three repetitions and nine treatments (spacing 1.5 x 1.0; 2.0 x 1.0; 2.5 x 1.0; 1.5 x 2.0; 2.0 x 2.0; 1.5 x 3.0; 2.5 x 2.0; 2.0 x 3.0; and 2.5 x 3.0 m). The measurements were taken from 4 to 14 years. The spacing and age effect on stand variables was analyzed by the Scott-Knot test and regression analysis. The results showed that the spacing influenced the growth tendency for total height, basal area per ha, quadratic mean diameter, volume per tree and volume per ha. The results allowed the confirmation that the spacing has little effect on the estimates of total height, and up to 14 years, the largest spacings provide larger estimates for quadratic mean diameter, volume per tree and survival, and smaller estimates for basal area per ha and volume per ha. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.30,n.4;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Manejo florestal pt_BR
dc.title Efeito do espaçamento e da idade sobre variáveis de povoamentos de Pinus taeda L. pt_BR
dc.title Effect of spacing and age on stand variables of Pinus taeda L. pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v30_n4_p603-612_2006.pdf 653.2Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account