Biblioteca Florestal
Digital

Aplicações de misturas solo-“grits” em estradas florestais: resistência mecânica via CBR

Show simple item record

dc.contributor.author Pereira, Reginaldo Sérgio
dc.contributor.author Machado, Carlos Cardoso
dc.contributor.author Carvalho, Carlos Alexandre Braz de
dc.date.accessioned 2014-10-06T14:26:48Z
dc.date.available 2014-10-06T14:26:48Z
dc.date.issued 2006
dc.identifier.citation PEREIRA, R. S.; MACHADO, C. C.; CARVALHO, C. A. B. Aplicações de misturas solo-“grits” em estradas florestais: resistência mecânica via CBR. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 4, p. 619-627, 2006. pt_BR
dc.identifier.issn 1806-9088
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/11784
dc.description.abstract Analisaram-se as potencialidades de emprego do resíduo sólido industrial “grits”, oriundo da indústria de celulose, como agente estabilizante de dois solos da Zona da Mata Norte de Minas Gerais, Brasil, para fins de emprego em estradas florestais. Os solos estudados englobaram um residual maduro, de textura argilo-areno- siltosa, e um residual jovem, de textura areno-silto-argilosa. Para tanto, prepararam-se misturas envolvendo solos e o resíduo nos quantitativos de 4, 8, 12, 16, 20, 24 e 28% em relação às massas de solo seco. Fez- se uso do ensaio CBR para avaliar as características de resistência e expansão das misturas. A avaliação dos resultados do estudo permite concluir que o resíduo “grits” apresentou potencial significativo como estabilizante dos solos, observando-se que: (i) a adição de “grits” aos solos foi responsável por ganhos nas suas resistências mecânicas, obtendo-se melhores resultados com o solo de textura areno-silto-argilosa; (ii) com relação à expansão medida no ensaio CBR, observaram-se pequenos acréscimos para o solo de textura argilo-areno-siltosa e decréscimos para o solo de textura areno-silto-argilosa, com aumentos no teor de “grits”; e (iii) as misturas solo-“grits” não responderam bem ao aumento da energia de compactação, quanto aos parâmetros CBR e expansão CBR . pt_BR
dc.description.abstract This paper is directed to forest road engineering applications, and address the potentialities of using an industrial solid waste from the cellulose industry, named grits, in the stabilization process of two soils from Zona da Mata Norte of Minas Gerais States, Brazil. Soil types tested comprised a mature residual silty-sandy-clay and a young residual clayey-silty-sand. Soil-grits mixtures were prepared at 4, 8, 12, 16, 20, 24 and 28 % stabilizer contents referred to soil dry masses. Mechanical strength and swelling parameters were determined by CBR (California Bearing Ratio) tests. The laboratory testing program data supported that addition of grits to soils led to: (i) significant mechanical strength gains that could be better associated with the clayey-silty-sandy soil; (ii) increases and decreases in swelling with increases in grits contents referred to the silty-sandy-clayey and the clayey-silty-sandy soils respectively, and (iii) increase in compaction effort did not lead to better mechanical responses of the mixtures regarding CBR and swelling CBR . pt_BR
dc.format 9 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Sociedade de Investigações Florestais pt_BR
dc.relation.ispartofseries Revista Árvore:v.30,n.4;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Controle ambiental e tratamento de efluentes pt_BR
dc.title Aplicações de misturas solo-“grits” em estradas florestais: resistência mecânica via CBR pt_BR
dc.title Application of soil-grits mixtures in forest roads: mechanical strength via CBR test pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Arvore_v30_n4_p619-627_2006.pdf 1.973Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account