Biblioteca Florestal
Digital

Histórico dos incêndios florestais no Parque Nacional do Itatiaia

Show simple item record

dc.contributor.author Aximoff, Izar
dc.contributor.author Rodrigues, Rodrigo de Carvalho
dc.date.accessioned 2014-08-28T14:42:38Z
dc.date.available 2014-08-28T14:42:38Z
dc.date.issued 2011-01
dc.identifier.citation AXIMOFF, I; RODRIGUES, R. C. Histórico dos incêndios florestais no Parque Nacional do Itatiaia. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 1, p. 83-92. jan./mar. 2011. pt_BR
dc.identifier.issn 0103-9954
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/10324
dc.description.abstract Este trabalho objetivou a análise do histórico (1937-2008) de ocorrência de incêndios florestais do Parque Nacional do Itatiaia (PNI), primeiro parque do Brasil. Para isso, foi realizado um levantamento de informações no PNI, sobre o número total de incêndios, a extensão das áreas queimadas, os meses de maior incidência, a relação do fogo ao período de seca, a fauna e flora atingidas, os agentes causadores, as principais causas e as perícias dos incêndios. Foram identificados 323 incêndios (1937-2008). Apenas nos últimos sete anos foram queimados 5.724 ha, dentro e no entorno do Parque. As queimadas ocorreram sobretudo no inverno (90%), período de seca, durante os meses de julho a outubro. As fitofisionomias com as maiores extensões atingidas foram os campos de altitude, ecossistema nativo da Mata Atlântica e restrito às montanhas do sudeste. De maneira geral, poucas informações foram identificadas em relação à fauna afetada, as causas e os agentes causadores dos incêndios, sendo que, por apenas duas vezes, foram realizadas perícias. Os dados revelaram a fragilidade do PNI diante dos incêndios florestais e a importância de serem implementadas ações de prevenção e combate, que garantam efetivamente a proteção integral dessa Unidade de Conservação. pt_BR
dc.description.abstract This study was conducted with the aim of evaluating the fire reports occurring in the Itatiaia National Park (INP) between 1937 and 2008 and aiming to show information about the total number of fires occurred, and the annual burnt areas, in relation with climate and biodiversity, the months of highest occurrence, the origins and causes of fires. A survey of 323 reports of forest fires showed the highest incidence of forest fires in the months of winter, during the dry season, between July and October. The most affected vegetation was that of the “campos de altitude” (high-altitude grasslands), a native ecosystem of Atlantic Rainforest restricted to the isolated southeastern high peaks and plateaus. Most of the fires had unknown origins and causes, and only twice were examinations by experts carried out. Data revealed INP fragility against forest fires and the importance and the need of Forest Fire Privation and Control Plans for effective biodiversity protection. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Santa Maria pt_BR
dc.relation.ispartofseries Ciência Florestal:v.21,n.1;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Meio ambiente::Incêndios florestais pt_BR
dc.title Histórico dos incêndios florestais no Parque Nacional do Itatiaia pt_BR
dc.title Past and present forest fires in Itatiaia National Park pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View Description
Ciência_Florestal_v21_n1_p83-92_2011.pdf 1.204Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar Artigo

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account